Pessoas fazendo uma análise de taxa de conversão

Por que se importar com a taxa de conversão que o seu site gera?

Suas estratégias no site da empresa têm sido muito elaboradas, mas você não faz a mínima ideia do resultado concreto que todos esses investimentos têm gerado? Fique sabendo que isso pode ser avaliado a partir da taxa de conversão!

Se você nunca ouviu falar sobre essa métrica, explicamos: a taxa de conversão é um cálculo que te permite entender a quantidade de visitantes versus a quantidade de pessoas que seguiram por seu funil de marketing. Em resumo, é um dado fundamental para trazer insights e otimizar as estratégias da sua empresa. 

Caso não saiba ainda como calculá-lo e quer entender porque você deve começar a avaliar a taxa de conversão, segue a leitura, porque vamos explicar tudo isso!

O que é taxa de conversão?

A taxa de conversão é basicamente a porcentagem de visitantes de seu site ou página de destino que convertem. Ou seja, são aqueles visitantes que deixaram de ser apenas usuários e passaram a ser leads qualificados ou mesmo clientes. 

Essa classificação vai depender do seu objetivo com a estratégia em questão. Se a ideia é obter e-mails para a lista de campanhas de e-mail marketing, a taxa de conversão vai se referir a isso. Se o foco for a venda efetiva, a taxa será referente à quantidade de vendas.

Assim, uma conversão pode estar presente em diversos momentos, tais como:

  • Compra;
  • Envio de formulário;
  • Inscrição em uma assinatura ou newsletter;
  • Cadastro no site;
  • Baixando alguma isca digital.

Entender essa taxa é fundamental para avaliar o desenvolvimento do seu site e das suas estratégias.

Por que a taxa de conversão é importante?

As campanhas desenvolvidas pela empresa normalmente envolvem dinheiro e visam obter maior rendimento para o negócio. A taxa de conversão pode mensurar o desempenho de algumas estratégias e, consequentemente, mostrar se o investimento tem sido válido e se o rendimento tem aumentado – nesse caso, mensura-se também o Retorno sobre o Investimento (ROI).

A cada campanha de e-mail marketing ou landing page, por exemplo, com a taxa de conversão, você consegue avaliar a quantidade de pessoas que converteram versus a quantidade total de pessoas que alcançaram aquela campanha. Isso também trará insights sobre as estratégias do seu negócio.

Como calcular a taxa de conversão?

A taxa de conversão pode ser calculada de forma bem simples. Basta considerar o critério de conversão do seu site. O cálculo é feito da seguinte maneira: taxa de conversão = (número de conversões/pessoas que chegaram até o ponto de conversão) x 100. 

Vamos a um exemplo. Uma landing page no seu site recebeu 25.000 visitantes, mas obteve apenas 13.000 preenchimentos do formulário (número de conversões) Primeiro, é feita a divisão de 13.000 por 25.000 que equivale a 0,52. Esse valor, por fim, é multiplicado por 100, chegando ao resultado de 52%. Nesse caso, a taxa de conversão da landing page é de 52%.

Se a cada 52% de conversão obtém-se 400 vendas, significa que aumentando 5% das conversões é possível obter pelo menos mais 38 vendas. Conhecendo esses valores referentes ao seu negócio, é preciso, ainda, saber avaliar se é uma taxa de conversão boa e como melhorar.

Como saber se a taxa de conversão é boa?

Para compreender se a taxa de conversão da sua empresa tem sido boa, é preciso conhecer os valores médios do seu nicho. Às vezes, uma empresa de nicho X pode bombar com um valor de 2% na taxa de conversão, enquanto outra empresa de nicho Y só bomba com um valor de pelo menos 70%.

Nesse caso, procure fontes com informações sobre esses valores relacionados ao seu segmento, utilize ferramentas de benchmarking e faça uma pesquisa profunda para entender os números e avaliar a taxa da sua empresa.

É válido, também, calcular o retorno sobre o investimento do seu negócio, contrapondo-o à taxa de conversão. Será que os investimentos que você tem feito para aumentar essa taxa têm valido a pena? Como será que eles podem passar a valer?

É possível melhorar a taxa de conversão?

Antes de melhorar a taxa de conversão, é necessário acompanhá-la bem de perto. Avalie cada ponto da sua estratégia e tenha sempre um relatório para acompanhar as taxas.

Para aumentar a taxa, você pode atuar em cada fase do funil. Nesse caso, cada uma das etapas também vai exigir estratégias diferentes.

Topo do funil

O topo do funil é a primeira parte da estratégia. Ele se refere à geração de tráfego e leads, então, você precisará atuar nas estratégias de marketing de conversão que aumentem o tráfego e, por fim, a conversão de leads.

Para aumentar o tráfego, todos os pontos de contato do lead com a sua empresa precisa ser melhor trabalhados. O seu site precisa estar bem otimizado para os motores de busca, ser responsivo para carregar em diferentes dispositivos, baseado em estratégias de conversão (CRO), ter um layout único e com código limpo e eficiente para aumentar a velocidade de carregamento.

Também é válido investir em marketing de conteúdo, com textos bem estratégicos feitos com técnicas de SEO. As redes sociais também podem entrar nesse caso, gerando conteúdo de valor e levando os seguidores para o site. 

As landing pages precisam ser otimizadas para que mais leads sejam convertidos por meio delas e passem para a próxima fase do funil.

Meio do funil

Com leads passando para o meio do funil, é hora de trabalhar nas próximas etapas da estratégia. No caso da landing page, por exemplo, esse é o momento de nutrir o relacionamento. Por meio de campanhas de e-mail marketing, você pode oferecer conteúdos de valor, educar o público e passar cada vez mais confiança para que ele compre da sua marca.

Nessa fase, também é válido definir uma jornada de compra para identificar quais conteúdos oferecer aos leads. Quais são as informações importantes e como a estratégia pode levá-lo à compra?

Lembre-se também de conhecer os leads para entender quais são os verdadeiramente qualificados. Isso funciona como uma peneiragem, em que os leads que são potenciais clientes reais são selecionados para a próxima fase ou para serem encaminhados ao time de vendas, dependendo da sua estratégia e nicho. 

Fundo do funil

Se o topo e o meio do funil estão trabalhando adequadamente, os leads chegarão muito bem educados, confiantes e qualificados no fundo do funil. E agora sim é a hora da venda. Se no meio do funil eles ainda não foram “peneirados” para passar para o time de vendas, isso pode ser feito nessa etapa.

Além disso, os conteúdos estratégicos também podem ser utilizados aqui. Mas agora é hora de investir em algo mais persuasivo, com gatilhos mentais, criando senso de urgência e necessidade para que os leads finalmente virem clientes oficiais.

Em resumo, para alcançar uma taxa de conversão crescente para o seu site e negócio, há diferentes etapas envolvendo estratégias específicas que combinem com o segmento da sua empresa e com os desejos e características das personas.

São muitos detalhes que exigem uma atuação pesada. Mas nós queremos facilitar todas essas etapas. Para isso, você pode contar com nossa ajuda! Somos especialistas em sites que convertem. Elaboramos sites e landing pages de alta conversão, fazendo seus esforços em marketing digital valerem a pena. Ficou interessado? Entre em contato com nosso time para continuar rumo ao topo!

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Marcadores:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search
Generic filters
Exact matches only

SOBRE O AUTOR:

Emília Veras

Assine nossa Newsletter:

O melhor conteúdo de marketing na sua mão!

Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdo de qualidade gratuitamente!

Novo Titulo para popup

Novo Texto do popup

Fique por dentro do Marketing Digital

Se inscreva agora na nossa newsletter

Você receberá tudo que há de novo sobre Marketing Digital. Relaxe, não enviaremos spam!

ELIAS COELHO

GUIA CRIATIVO

“LEMBRA DAQUELE CARA QUE DESISTIU? NEM VOCÊ NEM NINGUÉM”

Vamos começar com uma curiosidade, Elias não tem nada de coelho no nome registrado dele. Pois é, na verdade é um nome artístico, escolhido pelo próprio para… Vamos começar com uma curiosidade, Elias não tem nada de coelho no nome registrado dele. Pois é, na verdade é um nome artístico, escolhido pelo próprio para… Vamos começar com uma curiosidade, Elias não tem nada de coelho no nome registrado dele.