Marketing de Conversão e a sua importância

Passo a passo para uma estratégia eficiente de Marketing de Conversão

Converter os clientes e efetuar as vendas é o desejo de qualquer empresa. Mas já pensou em poder aplicar estratégias otimizadas que aumentem o número de conversões? Essa é a ideia do marketing de conversão!

Otimizar suas estratégias e tornar mais curto o caminho até uma venda é uma excelente maneira de aumentar as vendas e o rendimento da empresa. Para te ajudar nisso, separamos as principais informações e um verdadeiro passo a passo para criar uma estratégia eficiente de marketing de conversão. 

O que é conversão?

A palavra “conversão” significa ação ou efeito de converter. No universo do marketing, portanto, refere-se à conversão de clientes. Essa conversão pode ser um clique em um CTA (call to action ou chamada para ação), um preenchimento de um formulário, o ato de baixar um ebook e informar o e-mail, entre outras possibilidades.

Mas, grande parte das vezes, a conversão diz respeito às vendas. Desse aspecto, surge também a taxa de conversão, uma métrica importantíssima para qualquer empresa que evidencia a taxa de clientes sendo convertidos.

Nesse sentido, o marketing de conversão elenca um conjunto de estratégias que serão utilizadas para otimizar a conversão de potenciais clientes em compradores fiéis. 

Exemplos de conversão

Como mencionado, a conversão pode se referir a diferentes aspectos e, por isso, também podemos citar algumas situações diferentes em que ela pode acontecer: 

  • Uma ação leva a pessoa a comprar um produto ou serviço, convertendo-a;
  • Uma ação através de um CTA no site converte o visitante em lead, por exemplo, baixando um e-book ou outro material;
  • Campanhas de e-mail marketing nutrem o relacionamento e, por fim, geram uma conversão.

Em todos esses casos, perceba que o cliente em potencial passa de um nível para outro no funil de vendas. Pode ser, por exemplo, que ele deixe de ser visitante e se encaixe na categoria lead ou que deixe de ser lead e passe a ser um comprador oficial ou até mesmo um fiel.

Por que investir em conversão?

Investir nas estratégias de conversão é uma maneira de aumentar os rendimentos da empresa. Você basicamente encurtará o caminho até a venda. Assim, pode ser um método mais simples – e menos custoso – do que tentar aumentar o número de visitas em um site, por exemplo.

O Custo de Aquisição dos Clientes (CAC) também pode diminuir, já que você terá uma conversão otimizada que torna o caminho da venda menor. Além disso, a experiência do usuário será mais satisfatória, pois seu site e suas campanhas serão bem estratégicos visando e focando na conversão dos clientes.

Em resumo, ao investir nas estratégias de marketing de conversão, sua marca pode aumentar as chances de vendas e, consequentemente, o lucro da empresa. 

Estratégia de marketing de conversão

Para obter uma estratégia eficiente de marketing de conversão, é preciso seguir um passo a passo básico que elenca as principais informações e etapas:

Identifique o seu cliente ideal

Em qualquer estratégia de marketing, o primeiro passo é identificar e construir personas. A persona caracteriza o seu cliente ideal e leva em consideração uma série de informações, como características demográficas, histórias pessoais, comportamento do consumidor, objetivos, dificuldades, etc. Tudo isso faz com que sua estratégia se direcione para a pessoa certa.

Para ser certeiro dessa maneira e atingir os objetivos, é preciso saber com quem sua empresa está conversando, quais são as preferências dessa pessoa, o seu estilo de vida, as dores, os desejos e, principalmente, como sua empresa pode ajudar por meio de um produto ou serviço. Portanto, mapeie seu público identificando esses detalhes e aprofunde-se nas dores e desejos: é a partir disso que a conversão pode acontecer.

Verifique e estruture a jornada de compra

Além de reconhecer as pessoas, também é preciso identificar a jornada de compra. Por quais fases seus clientes costumam passar? Há uma fase de reconhecimento, nutrição de relacionamento e por fim a venda? Conhecer esses detalhes te ajudará a entender como otimizar e encurtar o caminho para uma venda, podendo aumentar a taxa de conversão.

Nesse caso, aposte nos dados e métricas que seu site e outras ferramentas podem oferecer. Verifique a quantidade de visitantes que o site recebe, quantos são convertidos, o que eles fazem no site, quantos abandonos de carrinho costumam acontecer por mês, entre outros detalhes.

Identifique pontos negativos e positivos

Mapeando toda a jornada de compra e baseando-se em dados e métricas, procure avaliar os pontos positivos e os que ainda podem melhorar nas suas estratégias de conversão. Com essas informações reunidas, é hora de partir para a otimização. 

Faça testes

Você identificou o público, mapeou a jornada e identificou os pontos que precisam melhorar e agora sim pode partir para a prática. Comece, então, fazendo alguns testes para entender como o público se comporta, o que dá certo e o que não dá e o que realmente pode afetar e melhorar a taxa de conversão.

Otimize páginas e landing pages

Geralmente, em um site e em uma estratégia de marketing digital, as landing pages são as principais ferramentas de conversão. Sendo assim, otimizá-las pode ser uma boa estratégia de marketing de conversão.

Uma boa landing page precisa ter um título que desperte o desejo no cliente e mostre os benefícios de preencher o formulário. Além do título, é preciso ter  um formulário, com poucos dados para que não seja tão cansativo a ponto de fazer o visitante desistir, e uma descrição completa e persuasiva, contando com bons gatilhos mentais.

Você pode avaliar como tem sido o resultado das suas landing pages, como os visitantes chegam até elas e quais delas têm gerado mais conversões. Essas informações servirão para identificar pontos positivos e pontos de melhoria.

O caminho até a landing page também deve ser avaliado e otimizado. Se são as mídias sociais, e-mail marketing, conteúdos de blog ou links patrocinados, por exemplo, eles precisam ser analisados com base em dados e métricas para, mais uma vez, avaliar o que pode se tornar ainda mais eficiente.

Bem como as landing pages, outras páginas que encaminham os clientes para conversões também devem ser avaliadas. Em resumo, é preciso contar com uma boa otimização de sites que ofereça caminhos mais estratégicos para a conversão.

Torne os CTAs estratégicos

Às vezes, uma estratégia de conversão pode estar falhando por falta de um CTA que realmente converta. O CTA é um “call to action” ou, em português, uma “chamada para ação”, ou seja, um convite para que o visitante faça algo – seja assinar, preencher um formulário ou comprar. 

Nesse caso, não basta um “clique aqui”, é preciso uma estratégia persuasiva que mostre aos potenciais clientes os benefícios de seguir por aquele caminho. O CTA precisa estar de acordo com o que o usuário espera daquele momento. 

Ele precisa ser bem elaborado, contar com um bom design, ser alinhado com a etapa do funil de vendas e com os objetivos de uma página ou conteúdo do site. Antes de criar um, procure definir um objetivo claro, escolher as páginas e momentos para inseri-lo de forma estratégica e criar um copy capaz de converter.

Gostou desse conteúdo? Continue navegando pelos nossos artigos e descubra 10 formas de aumentar suas vendas!

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Marcadores:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search
Generic filters
Exact matches only

SOBRE O AUTOR:

Isadora Queiroga

Assine nossa Newsletter:

O melhor conteúdo de marketing na sua mão!

Se inscreva na nossa newsletter e receba conteúdo de qualidade gratuitamente!

Novo Titulo para popup

Novo Texto do popup

Fique por dentro do Marketing Digital

Se inscreva agora na nossa newsletter

Você receberá tudo que há de novo sobre Marketing Digital. Relaxe, não enviaremos spam!

ELIAS COELHO

GUIA CRIATIVO

“LEMBRA DAQUELE CARA QUE DESISTIU? NEM VOCÊ NEM NINGUÉM”

Vamos começar com uma curiosidade, Elias não tem nada de coelho no nome registrado dele. Pois é, na verdade é um nome artístico, escolhido pelo próprio para… Vamos começar com uma curiosidade, Elias não tem nada de coelho no nome registrado dele. Pois é, na verdade é um nome artístico, escolhido pelo próprio para… Vamos começar com uma curiosidade, Elias não tem nada de coelho no nome registrado dele.